quarta-feira, 26 de setembro de 2012

REQUISITOS ESSENCIAIS NA COMPRA E VENDA DE IMÓVEIS






Para verificar se está tudo em ordem, o possível comprador deve exigir as certidões que atestem a ausência de pendências que recaiam sobre o imóvel e quem o negocia. “Deve, também, contar com a assessoria de um profissional do mercado imobiliário, visitar o imóvel, buscar informações sobre preço, localização e demais vantagens da aquisição”, observa Ricardo.

Por fim, vem o contrato de compra e venda que deve ser muito bem elaborado, a fim de resguardar o comprador e o vendedor. O documento deve expressar os direitos e obrigações das partes de forma clara, evitando-se discussões futuras, conforme ressalta o superintendente do CRECI-MINAS.



As exigências também vão variar de acordo com a modalidade de compra, segundo o advogado da Associação Brasileira de Mutuários da Habitação (ABMH) Alexandre Barros Tavares (foto). “Caso seja à vista, não é exigida quase nenhuma documentação, havendo somente necessidade de assinatura da escritura e pagamento dos impostos (Imposto de Transmissão de Bens Imóveis – ITBI) e taxas cartorárias”, conta. É imprescindível, ainda, que não haja dívidas relativas ao imóvel (condomínio e IPTU) e que ele não seja objeto de garantia ou penhora, como acrescenta o advogado.

No caso de financiamento, a documentação exigida é maior, devido à operação com o banco e não à compra e venda propriamente. “Contudo, aconselham-se vários cuidados na hora da compra do imóvel, seja à vista ou mediante financiamento, para evitar problemas futuros ou mesmo a nulidade da aquisição. Certidões negativas das justiças, físicas e de protesto são importantes para o comprador”, enumera Alexandre.

O Gestor de Negócios Imobiliário da Solarium Consultoria Imobiliária Ltda. Clayton de Castro Colares cuida diretamente dos contratos e de toda a documentação na compra e venda de imóveis seja à vista ou mediante financiamento.

Faça-nos uma visita. www.solariumimobiliaria.com.br ou ligue para os fones: (031) 2551-0041/8363-8862.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

FOTOS ANTIGAS DE BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS

VEJA COMO ERA A BH DE ANTIGAMENTE


VIADUTO DE SANTA TEREZA 1946

PRAÇA DA LIBERDADE DEVE SER ENTRE FINAL DOS ANOS 70 E INICIO DOS ANOS 80 


AVENIDA AMAZONAS EM 1950
TREM VERA CRUZ QUE IA DE BH AO RIO DE JANEIRO

PRAÇA 7 DE SETEMBRO 1988
PRAÇA DA LIBERDADE EM 1970
TRÓLEBUS NA PRAÇA DA ESTAÇÃO 1963
CONJUNTO IAPI 1955


AVENIDA AMAZONAS NA DÉCADA DE 60

AVENIDA ÁLVARES CABRAL COM AVENIDA AFONSO PENA DÉCADA DE 70

BONDES NA AVENIDA PARANÁ FINAL DA DÉCADA DE 50

BAIRRO BURITIS 1981

PRAÇA AFONSO ARINOS 1960

ÔNIBUS PARA UFMG SC05
PRAÇA 7 DE SETEMBRO


PRAÇA DA SAVASSI 1985


ELEVADO CASTELO BRANCO 1971


quarta-feira, 12 de setembro de 2012

TECNOLOGIA A FAVOR DO MERCADO IMOBILIÁRIO



Novas tecnologias atraem clientes para lançamentos

Hot sites, QR Codes, aplicativos para dispositivo mobile se tornam instrumentos dos corretores na hora de vender um imóvel. Comunicação facilitad
a mostra as vantagens de cada empreendimento e se tornam tão básico quanto os folhetos de venda.


Na hora de ir em busca de um novo cliente, os corretores de imóveis já acrescentaram aos tradicionais materiais impressos outras ferramentas que permitem apresentar empreendimentos com qualidade e agilidade. Com a invasão das novas tecnologias no dia a dia das pessoas, as informações virtuais se tornaram essenciais para as estratégias de marketing e, mesmo à distância, é importante mostrar ao público alvo os diferenciais de um lançamento. Dos já tradicionais hotsites, passando pela presença agressiva nas redes sociais, as construtoras e imobiliárias começam a aderir a novidades, como QR Codes e aplicativos para mobile para divulgar os empreendimentos.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

COMO UTILIZAR O FGTS NA AQUISIÇÃO DA MORADIA?


Para utilizar os recursos da conta vinculada do FGTS na aquisição de moradia própria o proponente deve atender aos seguintes pré-requisitos:
- Contar com o mínimo de três anos, considerando todos os períodos de trabalho, sob o regime do FGTS; 
- Não ser titular de financiamento imobiliário ativo, concedido no âmbito do SFH, em qualquer parte do Território Nacional. 
- Não ser proprietário, promitente comprador, cessionário ou usufrutuário de imóvel residencial concluído ou em construção localizado no município onde exerce sua ocupação principal; 
- Na região metropolitana na qual se situe o município onde exerce sua ocupação principal; 
- Nos municípios limítrofes daquele onde exerce sua ocupação principal, no atual município de residência; 
- No município onde pretende adquirir com o uso do FGTS.
Valor do Imóvel
O valor do imóvel não pode ultrapassar o valor limite de avaliação estabelecido para o âmbito do SFH.
Valor do FGTS
Saldo disponível nas contas vinculadas do trabalhador, desde que o valor do FGTS, acrescido da parcela financiada, quando houver, não exceda ao menor dos seguintes valores:
A) Limite máximo do valor de avaliação do imóvel estabelecido para as operações no SFH; ou
B) Da avaliação feita pelo agente financeiro; ou
C) De compra e venda.
Interstício mínimo entre utilizações:
Para utilização do FGTS na modalidade de aquisição, o imóvel transacionado não pode ter sido objeto de utilização do FGTS há menos de 03 anos.
Proprietário de fração de imóvel residencial quitado ou financiado, concluído ou em construção:
Pode utilizar o FGTS para adquirir outro imóvel no caso da propriedade da fração ideal ser igual ou inferior a 40% do total do imóvel.
Compra de fração remanescente de imóvel residencial quitado ou financiado, pelo proprietário de fração do mesmo imóvel:
Pode ser utilizado o FGTS para compra da fração remanescente, desde que o adquirente figure na escritura aquisitiva do imóvel ou contrato de financiamento como coproprietário. Neste caso particular, a detenção de fração ideal pode ultrapassar os 40%.
Proprietário de lotes ou terrenos:
Pode utilizar o FGTS se comprovada a inexistência de edificação, através da apresentação do carnê do Imposto Predial Territorial Urbano - IPTU e matrícula atualizada do imóvel.
Proprietário de imóvel residencial recebido por doação ou herança:
Se o imóvel recebido por doação ou herança estiver gravado com cláusula de usufruto vitalício em favor de terceiros, o seu proprietário pode adquirir outro imóvel com recursos do FGTS.
Construção:
Caso haja um financiamento concedido dentro ou fora do SFH ou de autofinanciamento contratado junto a Cooperativa Habitacional, Companhia de Habitação, Administradora de Consórcio de Imóveis ou por contrato de empreitada, o FGTS pode ser utilizado. O construtor deverá apresentar cronograma de obra.
Aquisição e construção de imóvel misto, destinado à residência e instalação de atividades comerciais:
A utilização de recursos do FGTS na aquisição de imóvel misto é restrita à fração correspondente à unidade residencial.
Localização do imóvel:
- No município onde os adquirentes exerçam a sua ocupação principal ou em município limítrofe ou integrante da região metropolitana; 
- No município em que os adquirentes já residam há pelo menos 1 ano, comprovados por, no mínimo, 2 documentos simultâneos, tais como contrato de aluguel, contas de água, luz, telefone ou gás, recibos de condomínio ou declaração do empregador ou de instituição bancária.
O atendimento dos requisitos é exigido, também, em relação ao co-adquirente, exceto ao cônjuge.
Cônjuges ou companheiros (as), independentemente do regime de casamento:
Pode ser utilizado o FGTS, desde que o cônjuge ou companheiro (a) que não é o adquirente principal compareça no contrato como co-adquirente.